segunda-feira, agosto 22, 2011


Cinomose Canina

Boa tarde pessoal! Hoje vou falar de um assunto chato, porém, importante demais. Principalmente para quem tem em casa um cachorrinho ou pretende ter um. Bom, desde que comecei a fazer Faculdade de Veterinária já sabia que a Cinomose é uma doença bastante agressiva e de difícil tratamento, o fato é que, depois que comecei a trabalhar tenho atendido um número grande de animais com essa doença! E cada vez que chego ao diagnóstico positivo para Cinomose, sinto um aperto no coração. Porque sei que nem todos os proprietários tem condições de bancar o tratamento, que nem sempre o cão vai sobreviver e etc. Sem contar que muitos proprietários ao saberem da dificuldade e valor do tratamento se recusam a tratar e preferem abandonar ou mesmo sacrificar seu animal. Eu como veterinária e apaixonada por animais fico numa situação complicadíssima!! Então gente, diante a tudo isso vou continuar aqui no Blog um trabalho que já venho fazendo a tempo que é o estimulo a vacinação. Só com a vacinação adequada dos nossos cães é que poderemos acabar de vez com a Cinomose!


Para quem não faz a minima ideia do que seja a tal da Cinomose Canina, nada mais é do que uma enfermidade infecto contagiosa, que afeta só os cães entre os animais domésticos e os canídeos silvestres. É causada por um vírus que sobrevive por muito tempo em ambiente seco e frio, e menos de um mês em local quente e úmido; muito sensível ao calor, luz solar e desinfetantes comuns. Não escolhe sexo ou raça, nem a época do ano. Ocorre mais em jovens, mas animais idosos também podem se contaminar se não vacinados. Aqui na minha cidade atendo animais com Cinomose durante todo o ano e na maioria das vezes são cães aparentemente saudáveis e de meia idade... 
Os cães se infectam (contaminam) por contato direto ou pelas vias respiratórias, pelo ar contaminado. A transmissão direta é por secreções do nariz e boca de animais infectados (espirros e gotículas que saem do nariz quando se respira) é a principal fonte de infecção. O animal doente espirra e contamina o ambiente e os animais que estejam perto. 

Inclusive, se tiver um ser humano por perto, o vírus pode ser carregado por ele até um animal sadio!!

O animal pode se contaminar pela via respiratória ou por via digestiva, por contato direto ou fômites ( pode ser um objeto ou um ser humano, por exemplo, que carregam o vírus na roupa, nos sapatos), água e alimentos contaminados por secreções de cães doentes. Após o animal ser infectado, ocorre o período de incubação do vírus (digamos que seja o período que ocorre entre o vírus entrar no corpo e o corpo começar a manifestar os sintomas da doença) por 3 a 6 dias, ou até 15 dias, e depois disso a temperatura pode chegar a 41ºC, haver perda de apetite, corrimento ocular e nasal . Este estado dura mais ou menos 1 a 2 dias.  Depois se segue um período de 2 a 3 dias, as vezes meses, em que parece que tudo volta ao normal. Depois disso podem aparecer os sinais e sintomas típicos da Cinomose, dependendo da resposta imunitária do animal.


Quais os sintomas? 

Pode haver sintomas digestivos (diarréia e vômito), respiratórios (corrimento nasal e ocular) ou nervosos (tiques nervosos, convulsões, paralisias, etc) ou haver associação deles. O animal pode morrer tendo desenvolvido só uma das fases da doença ou sobreviver desenvolvendo todas, podem desenvolver cada tipo de sintoma aos poucos ou todos juntos. Normalmente os primeiros sintomas da 2º fase são febre , falta de apetite, vômitos, diarréia, dificuldade para respirar. Depois conjuntivite com secreção , corrimento nasal, com crostas no focinho, e pneumonia. Pode se seguir por 1 a 2 semanas e daí aparecerem os sintomas nervosos: tiques nervosos, depois sintomas de lesões no cérebro e medula espinhal.

Em alguns, por inflamação no cérebro, os animais ficam agressivos, não conseguem as vezes reconhecer seu dono. Em outros ocorre paralisia dos músculos da face em que o animal não consegue abrir a boca nem para tomar água, apatia profunda. Por lesões no cérebro e na medula espinhal, andar cambaleante, paralisia no quarto posterior (‘descadeirado’). Dificilmente os sintomas são estacionários (vão piorando sempre, de maneira lenta ou rápida). É de difícil tratamento, dependendo quase exclusivamente do cão, e de sua capacidade de ter uma resposta imunológica suficiente, sua sobrevivência ou não. Nós veterinários podemos ajudar eliminando coisas que podem atrapalhar sua “guerra” com a doença, como as infecções que ele pode ter por fraqueza (queda de resistência), aconselhar uma alimentação correta, receitar medicamentos que ajudem a combater as inflamações no cérebro, receitar uma medicação que tente aumentar sua resistência, etc. Sua evolução é imprevisível, ou seja, quando o cão adoece, não há como saber se ele vai se salvar ou não, ou se sua morte vai ser rápida ou lenta. A melhor solução ainda é a prevenção, ou seja, vacinar corretamente!!

Obs: Na enorme maioria dos casos não se aconselha a vacinar um animal suspeito de ter a doença. A vacina, nestes casos, pode "sabotar" o combate do animal à doença, já que também sobrecarrega o sistema imune em um primeiro momento.

Sobre a vacinação:

As vacinas contra a Cinomose em cachorros não são todas iguais. As mais tradicionais do mercado contêm vírus vivo atenuado (popularmente conhecidas por vacinas V10) e são utilizadas há muitos anos. Os filhotes de cachorros já podem ser vacinados a partir de 6 semanas de vida, mas essa indicação deve ser feita pelo médico veterinário. Normalmente, os filhotes de cachorros recebem pelo menos 3 doses de vacina nesta primeira fase da vida (processo conhecido como primovacinação). Os animais são submetidos a um exame clínico pelo médico veterinário a cada vez que forem vacinados, com o objetivo de determinar se estão em condições de saúde de receber a vacina. Cachorros doentes, subnutridos ou parasitados devem ser tratados antes de receber a vacina. É recomendado que os filhotes permaneçam protegidos, longe da rua e do contato com animais de histórico vacinal desconhecido, ou mesmo não vacinados. Os cachorros devem ser revacinados uma vez ao ano contra a Cinomose.

O que acontece demais aqui na minha região, são pessoas que confundem a vacinação anual que o governo oferece (contra RAIVA) com a vacinação contra todas outras doenças, inclusive a Cinomose! Daí quando pergunto se o animal é vacinada a maioria dizem que sim. Por isso insisto sempre em vêr o cartão de vacinas e faço sempre muitas perguntas. 

Espero que tudo o que eu disse tenha ajudado!! Quem já teve, ficou sabendo ou viu um cachorro com Cinomose, morrendo dessa doença, sabe o quanto é triste... A vacinação vale muito a pena!! 

Vídeo de um cão da Raça Pit Bull lutando contra a doença: 


Fontes:
Maria Thereza Amaral

16 comentários:

A vida alheia - teen disse...

Parabéns pelo blog! É lindo! Já estou te seguindo! Beijinhos, Nathalia!

~/Camila disse...

Parabéns pelo post.
Muitas pessoas que tem cachorro, não conhece essa doença.
Este é um post de utilidade pública.

bjOos

Neia disse...

Adorei o alerta... tem muita gente mal informada sobre esta e várias outras doenças...
Show o blog!!!
Bjooss

Mindy disse...

Muito lindo o seu blog... tô seguindo, tá? Bjinhusss

Paula disse...

Ótimas informções Dani ! Eu como dona de 5 filhotes srd,perdi 2 para a cinomose, e consegui salvar os outros 3,que já haviam manisfestado sintomas da doença. Muitas noites sem dormir,crises de choro e paciência que valeram muitíssimo a pena! Hoje estão lindas e muitíssimo sapecas!

Jessé disse...

Nossa... me partiu o coração ver o Stronger... Toda a força ki ele faz para se manter de pé... ='(

Sempre cuidarei bem das minhas bichinhas para que elas nunca tenham essa doença!

xan xan disse...

eu tenho um cão 'labrador'misturado...qndo ele tinha aprox. 1 ano e meio ele ficou doente...eu inesperiente ñ sabia o q ele tinha, apenas q ñ comia mais e tinha muita ramela pus nos olhos e fucinho quente, ñ brincava ficou caídasso! ele nunca foi vacinado..então comecei a dar aroz com leite no lugar da ração e Scaflan...eu sem grana pra fazer algo mais por ele, o pitbull da vizinha morreu na msm epoca ai soube da tal na cinomose...o meu Morfeu foi indo resistindo aos poucos ate q passoua a comer novamente, ficou com a traseira arriada e com tics-nervoso na cabeça e na barriga...passamos ate a chamra de 'barriga nervosa' e incrivelmente agora 3 anos depois ele ñ tem nenhuma sequela! corre, brinca, pula e nos dá muita alegria!qndo digo q ele escapou da cinomose ning acredita! ele é um vencedor!

Seu Web Site na Internet disse...

Contabilidade Porto Alegre
Excelente Contador em Porto Alegre

---------//---------


Venda de carros
Excelente site de Venda de carros Porto Alegre

---------//---------


VENDA de casas em miami
Venda de Apartamentos em Miami - Florida

---------//---------


Maquinas de lavar Gravataí
Ótimo serviço de Manutenção de Maquinas de lavar roupa



-----------


Grama Sintética
Excelente serviço de colocação de Grama Sintética Porto Alegre

-----------


Esquadria de aluminio
Empresa de Esquadrias de PVC Porto Alegre

-----------


Barcos e Lanchas
Empresa de Venda de Barcos


-----------


Escritório de Advocacia Porto Alegre
Escritório de Advogado Cívil, Trabalhista Porto Alegre

-----------


Corrimãos em Porto Alegre
Excelente serviço de colocação de ESCADAS em Porto Alegre


-----------


Festas e Casamentos
Excelente serviço de procura de Lugares e empresas serviços de Casamentos

-----------


Criação de Sites
Excelente serviço deCriação de sites Porto Alegre

-----------


Serviço de RH
Excelente serviço deEstagios e empregos em Porto Alegre

Natália disse...

OI, gostaria de relatar meu caso aqui para que alguem me de uma luz do que possa ter acontecido.
Fazem umas 3 semanas eu peguei uma filhote de yorkeshire, na primeira semana ela teve diarréia mas achei que era normal pois a dona do canil disse que isso aconteceria no periodo de adaptação ao ambiente e às pessoas. Como a diarréia persistiu levei-a uma veterinária que dectou Giardia e ela foi tratada, certo. Ficou bem depois disso. duas semanas após tomou a vacina V10 e a veterinaria indicou dipirona em caso de febre. tRes horas depois ela tava tremendo e eu dei 1 gota de dipirona conforme indicação.no dia seguinte dei mais três vezes com o intervalo de 8 horas. e no outro dia ela acordou apatica, urina avermelhada e logo depois eplepsia... parada cardiorespiratoria... foi sedada e quando acordou ja acordou com eplepsia, e nova parada, final da historia ela morreu.. DE que?????

Rafael disse...

Parabéns pelo alerta! Perdi meu cachorro (partor alemão) para a Cinomose e foi muito triste vê-lo naquele estado sem saber o que fazer.

Laís disse...

Ola, eu perdi minha husky siberiano para essa doença, levei ao veterinário, e fiz todo o tratamento, mas infelizmente ela não resistiu hoje tenho Uma Pitt Bull, e sempre mantenho as vacinas todas em dia, é muito difícil ver o sofrimento dos bichinhos ;~

Leonardo disse...

eu tive um pit bull, que por muita coencidencia, era igual ao do video, ele morreu de cinomose também, é uma doença horrível. e aconteceu de um jeito pior ainda. porque os filhotes estavam a venda, ele foi o primeiro a ser comprado, e o homem que comprou, pagou a metade, meu pai foi buscar o filhote, ele estava num lugar imundo, horrível, e tinha se infectado com a cinomose, nós tentamos de tudo, mas ele ja estava num estado crítico, e tivemos que sacrificalo , realmente é horrível ):

Agregador Toneladas disse...

Boa noite,

Já enviou seu link para o Agregador Toneladas hoje? www.toneladas.blog.br/

Caso não conheça o Novo Agregador, nos faça uma visita ^^

Atenciosamente,
Equipe Toneladas
www.toneladas.blog.br/
www.twitter.com/#!/_toneladas
www.facebook.com/agregador.toneladas

Natália disse...

Completando minha mensagem anterior...
As possíveis causas seriam: Cinomose, Herança Genética, Alergia ou intolerancia a dipirona, reação da vacina, indicação veterinaria errada,...
São inúmeras as causas que já ouvi dizer... Inclusive má procedencia do canil e isso me indigna pois paguei 1500,00 reais, me apeguei a uma cadela que provavelmente ja tenha vindo doente..

Sugestões:
- Não vacine cedo cachorros muito pequenos, principalmente se for mini, micro...
- Dipirona pra febre nunca, princioalmente se o peso for abaixo de 1kg ( a minha deveria tomar meia gota e isso é impossível )
- Pesquise diversos canis antes de adquirir um filhote.

Perdi minha Mel fazem 3 dias e esquecer e entender isso está muito dificil...

Sheridan disse...

Uma dúvida, meu cachorro já tomou todas as 4 doses de vacina nos primeiros meses de vida e agora tomará mais uma ano que vem, certo? Eu posso ficar mais segura, tem mais alguma coisa que preciso fazer?

Juliana Sousa disse...

Olá! adorei seu blog! já estou até seguindo! rsrs
POis eh.. essa doença é terrível mesmo e muitos donos de cães não a conhecem! Recentemente minha filhota Mel foi surpreendida por essa doença... Mas graças a Deus ela está se recuperando muito bem!!!

Se quiser nos fazer uma visitinha... será bem vinda!
http://s2blogdamel.blogspot.com/

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...