quarta-feira, outubro 19, 2011


Como dar banho em gatos?


Hoje uma cliente me fez essa pergunta: Como dar banho em gatos?

Já tinha algum tempo que ninguém me peguntava isso, mas, no verão, principalmente, essa é uma das perguntas mais frequentes feitas por proprietários. Parece uma pergunta simples, e é! Porém, apesar de não ser preciso dar banho nos gatos com freqüência, quando isso é feito, pode ser um desafio. Tenho 7 gatos e sei muito bem a verdadeira guerra que é dar um simples banho. Quase todas as raças (e sem raça!) de gatos têm aversão à água. Resolvi fazer esse post, primeiro, devido a grande quantidade de dúvidas que meus clientes tem em relação e segundo porque dar banho nos bichanos, realmente, não é tarefa das mais fáceis. 


Exceto para retirar um nó ou realizar algum procedimento médico, praticamente não há outro motivo para raspar o pêlo do gato. Os gatos precisam de uma camada espessa de pêlos - sua remoção pode desequilibrar sua temperatura corporal e expor a pele geralmente protegida. Cortar o pêlo de um gato de pêlo longo para melhorar a aparência e evitar nós e emaranhados é bom, mas o corte deve ser feito por um profissional especializado.

De modo geral, também não é necessário banhar o gato, visto que eles conseguem se manter limpos. Às vezes, no entanto, um banho é necessário para tratar ou controlar pulgas, limpar um felino aventureiro, tratar um problema dermatológico ou retirar algo perigoso do pêlo do gato. Para os proprietários escrupulosos, inexperientes e indecisos minha dica é deixar que um veterinário ou outro profissional qualificado cuide desses banhos obrigatórios. Para quem quiser tentar em casa, vai aí alguns ensinamentos básicos sobre o banho:

Prepare-se: separe os produtos necessários com antecedência. Você precisa de um bom xampu para animais de estimação (peça ao veterinário que receite xampus medicinais para pulgas ou problemas dermatológicos, não compre qualquer produto na farmácia); uma toalha grande e macia; escova e pente; e um chuveirinho ou um recipiente de plástico para molhar e enxaguar o bichano. É melhor pentear o pêlo do gato antes do banho, se possível, sobretudo se ele tiver pêlos longos. Se você sabe como fazê-lo, é hora de cortar as unhas do gato (observação: você pode proteger os olhos do gato durante o banho com uma pomada oftálmica neutra indicada pelo veterinário).

Prepare o local do banho para todas as etapas: use uma pia grande com uma torneira móvel ou a banheira. Encha a pia antes de colocar o gato dentro e veja se a água não está quente ou fria demais. Uma temperatura confortável para as mãos funciona bem para o gato. Você vai se molhar, ficar coberto com espuma de sabão e é provável que um gato irritado e ensaboado pule em você. Por isso, vista roupas adequadas, que possam molhar e protegê-lo de arranhões. Já aconteceu váááárias vezes comigo e não é bom...acredite!! rs

Antes do gato entrar em cena: dar banho em gatos costuma ser um trabalho para duas pessoas - uma para segurar o animal e outra para banhá-lo - mas você pode tentar sozinho. De qualquer modo, treine as técnicas de contenção do animal em terra firme, antes do banho. Com a mão, segure o gato com firmeza, mas cuidadosamente, na nuca, pressionando de leve para baixo. Veja se você consegue alcançar as diversas partes do corpo do seu gato com a outra mão. Calcule quando e como você terá de mudar de mão para segurar o gato durante o banho. Planeje o banho passo-a-passo antes que o gato entre na pia ou na banheira; caso contrário, ele conseguirá fugir se você hesitar ou ficar confuso. E isso é sério, eles fazem coisas inacreditáveis quando sentem medo. 

Comece a ensaboar o bichano: molhe o gato, da cabeça até o rabo. Aplique o xampu do mesmo modo, faça espuma e enxágue bem (leia atentamente as instruções no rótulo de xampus medicinais. Alguns precisam de 5 a 15 minutos antes de enxaguar para que façam efeito). É importante enxaguar bem. Os resíduos de sabão podem irritar a pele do gato ou serem engolidos quando o animal lamber o pêlo. O enxágue também elimina pulgas e outros parasitas imobilizados - mas não mortos - pelo banho.

Enxugar o gato: delicadamente, esprema o excesso de água do pêlo do bichano, enrole-o em uma toalha grande e macia e enxugue-o. Se o gato deixar, você pode desembaraçar o pêlo, se necessário. Caso contrário, espere até que ele esteja seco e calmo. Eu não tenho essa sorte, mas, se você tiver, seu gato pode tolerar o som e a sensação de um secador de cabelo. Mas que saber? Não conte com isso - muitos gatos ficam aterrorizados com o aparelho. Isso não é algo para descobrirmos depois do banho. Veja como o gato reage ao secador de cabelo em um dia que ele não tomar banho. Se ele ficar morto de medo, use só a toalha. Talvez, aos poucos, você consiga que ele se acostume ao som e à sensação do aparelho (sobretudo se você lhe der banhos freqüentes quando ele ainda for filhote) - mas talvez você não tenha tanta sorte.

Prontinho! Agora que seu gatinho ou gatinha já está devidamente limpinho e cheiroso você pode ter ainda alguma dúvida. Por exemplo: Qual a frequência com que devo dar banho no meu gato? Eu sugiro aos meus clientes que dêem banho em seus bichanos 1 vez a cada 2 meses, ou todo o mês. Mas isso depende dos hábitos de cada animal. Se for caseiro e não sair na rua pode ficar sem banho por mais tempo (2 ou 3 meses), mas se for aventureiro e gostar de dar uma fugidinhas, um banho por mês é o suficiente. 

Justifica-se dar banho no gato quando:

- O danadinho se sujou com um produto que ele não deve ingerir ao lamber o pêlo – óleos, pesticidas, etc.
- É necessário utilizar shampoos recomendados pelo veterinário para tratar problemas de pele, acabar com pulgas, etc.
- O gato vai participa de exposições felinas.
- O dono tem alergia à saliva e pele morta do gato.
- A pelagem está demasiadamente oleosa.
- O gato é idoso, está doente e não é capaz de tratar do próprio pêlo.

Outra coisa muito importante é lembrar de colocar uma bolinha de algodão nos ouvidinhos para evitar que entre água e lembrar de tirar o algodão!!! Não é incomum, esquecerem o algodão nos ouvidos e levar a uma Otite. (É mais comum acontecer com cães, principalmente, com os que tem orelha pendular e grande - orelhudos! rs)

E meu shampoo pode ser usado no meu gato? Nãoo... Apesar de parecer a mesma coisa, não é. Você pode causar uma séria crise alérgica no pobre animalzinho. Então, evite maiores transtornos e compre um shampoo apropriado. 

Um gato de pêlo curto normalmente se mantém limpo pelos seus próprios meios, instintivamente. Se você vir que ele anda sujo, pode ser que esteja doente.

Gostaram das dicas? Espero que sim. E lembre sempre: A melhor forma de tornar os banhos pacíficos é habituar o gato desde a sua juventude e sempre ter calma e paciência com seu amigo!

Bom pessoal é isso. Qualquer dúvida deixe nos comentários ou me mande um e-mail [danimaggioni@ig.com.br]

Fontes que me ajudaram: Casa Hsw // Saúde Animal // Comunidade Bem Simples // Arca de Noé

4 comentários:

Anônimo disse...

post completíssimo!!!!! amei

De Creuza a Deusa Make up ® disse...

Nossa muito obrigado pela dica! tenho um gato, branco que vive preto de graxa por que adora ficar debaixo dos carros! kkkk terrível, sai todo dia pra rua e volta de manhã sujo sujo... vou dar banho nele esse fds e vou fazer conforme sua orientação :)

Beeeijão ;**
Bárbara P.
http://www.decreuzaadeusamakeup.com/

Ramon disse...

Post excelente

Telha disse...

Eu sempre escolho dias de sol e calor pra dar banho nos meus gatos, pq eles tem pavor do secador, e nao quero q eles passem frio (mesmo com agua morninha eles saem tremendo!).
E depois q termino de enxugar, coloco eles ao sol na varanda, em cima da toalha enquanto eles iniciam o "processo de auto-limpeza" rs.
Imagino q isso evita q eles fiquem com frio enquanto os pelos nao secam...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...